Se usou um iPhone entre 2009 e 2012 poderá ter dinheiro a receber

0

Há casos na justiça em que o tempo de resolução é tanto que os “lesados” até se esquecem, ou já nem percebem, porque se tornou num caso de justiça. Assim é o caso de quem descarregou para um dispositivo Apple determinadas aplicações entre o ano de 2009 e 2012. Sim, se nessa altura descarregou apps populares como o Twitter ou o Instagram, então poderá ter dinheiro a receber.

Calma, não pense já no modelo do seu novo carro. Vamos perceber de onde aparecem os 533 milhões de dólares para os utilizadores.

iph

Find Friends… a app que invadiu a sua privacidade

Se descarregou alguma das populares apps, como o Yelp ou o Twitter através de um dispositivo Apple, entre o ano de 2009 e 2012, então poderá estar na fila para receber um pequeno pagamento devido a uma proposta de resolução de privacidade revelada em documentos judiciais esta semana.

Este acordo, revelado nos documentos do tribunal federal de São Francisco, na passada segunda-feira, revela que oito empresas – Instagram, Foursquare, Kik, Gowalla, Foodspotting, Yelp, Twitter e Caminho – terão de contribuir com 5.3 milhões de dólares para um lote de pagamentos a distribuir por determinados utilizadores. O valor acordado será distribuído através de créditos na Amazon.com ou através de cheque, a serem pagos provavelmente até final deste ano.

iph2

Mas a que se refere este acordo?

Esta proposta de acordo para pagamento faz parte de um processo de privacidade que começou em 2012, quando um grupo de consumidores processaram este naipe de empresas do segmento das redes sociais e de mensagens – onde está incluída a própria Apple – por uso indevido de um recurso iOS chamado “Find Friends”.

Como o nome sugere, “Localizar amigos” permite que os utilizadores possam descobrir rapidamente se algum dos seus contactos está a usar a mesma aplicação. Contudo, os proprietários destas aplicações violaram a privacidade dos utilizadores ao não informar de que a app “Localizar Amigos” iria transferir as listas de contactos do utilizador para os servidores da empresa.

Processos que se arrastam na justiça…

Desde essa altura, e já lá vão quase 5 anos, as empresas têm lutado contra este processo, alegando que o armazenamento das listas de contactos dos utilizadores no servidor era necessário para a ferramenta “Encontrar Amigos” funcionar. Mas o juíz distrital Jon Tigar refutou tal justificação, dizendo que as empresas deveriam ter sido mais explícitas e explicar aos utilizadores o que estavam a fazer.

O juíz deve aprovar esta proposta de acordo e, se assim for, o caso fica apenas com a Apple e o LinkedIn como as únicas empresas entre os 18 réus originais que ainda fazem parte do caso.

E os consumidores, quanto irão receber?

Quanto aos consumidores, ninguém vai ficar rico a partir da liquidação, pois há provavelmente milhões de pessoas que descarregaram as apps em causa durante o período de tempo descrito nos documentos do tribunal. Mas como muitos dos utilizadores elegíveis nunca irão reclamar o dinheiro é provável que os que reclamarem ainda possam receber uns dólares.

 

Como podemos reclamar?

Para saber se é um dos utilizadores que está na lista das pessoas que têm direito a esta “indemnização”, deverá ir a esta informação de perguntas e respostas e reivindicar os seus direitos. Leia os termos para perceber o que tem direito a reclamar.

You might also like More from author